[Séries] Vamos falar sobre séries?

Acredito não ser necessário dizer que gosto muito de séries. Sem contar algumas outras que não lembro, abandonei na metade ou algo do tipo, o aplicativo TVShow Time (se tiver pode me adicionar lá) diz que eu já assisti a 1.343 episódios. É pouco se comparado com algumas outras pessoas que já vi nesse mesmo aplicativo. 

Eu não sei se a idade está batendo forte e por isso estou ficando mais chato que o normal, ou algumas séries estão começando a pecar forte em alguns detalhes. Compreendo o poder da audiência, compreendo que quanto mais audiência, mais patrocínio e mais dinheiro. Sei bem que a lógica é essa. Mas o que eu não entendo é o motivo deles relaxarem tanto em algumas séries mesmo elas tendo boas audiências. 


Normalmente acompanhamos as séries americanas, já que (comparando mal e porcamente) é como a Rede Globo para novelas. Eles tem um padrão definido. Produzem várias e várias séries ao mesmo tempo. E dá para separar bem o tipo de série pelo canal que está passando. Se é um canal mais família, outro mais liberal e por ai vai. Algumas dessas séries não passam da primeira temporada. Outras já nascem mortas e servem apenas para preencher um espaço vazio. A grande maioria delas possuem várias temporadas, e vários episódios por temporada. E isso parece que desgasta algumas séries. Comecei a ver umas séries não americanas, principalmente da Inglaterra. São séries ótimas e o melhor: curtas. Algumas séries possuem três, seis, ou dez episódios por temporada e isso é bom, muito bom, já que não há aquela necessidade de ficar enrolando para segurar audiência. Ou ter aquela síndrome de João Kléber e seu famoso "Pára! Pára! Pára!"Das que estou acompanhando atualmente não como não falar de Once Upon a Time, Arrow, Heroes Reborn e Gotham


No caso de Once Upon a Time eu relutei para assistir. Havia visto uns episódios e não me interessei, mas vendo tantos comentários resolvi voltar e fiz uma maratona para poder acompanhar a quarta temporada do começo. Mas hoje em sua quinta temporada ela, até o momento, está se arrastando. Está chato de ver e cansativo. O foco dessa temporada é na transformação da Emma Swan em Dark One e se passa em Camelot com a aparição da Merida do filme Valente. Eu realmente achei meio confusa essa mistura e a Merida aparece no primeiro episódio e depois reaparece no quarto. No caso do Rei Arthur, que é um dos meus personagens preferidos de histórias, colocaram-o como uma pessoa falsa, alguém que quer o poder a todo custo não se importando com os outros. A minha visão é bem diferente dessa. Isso eu não achei legal. A demora para mostrar o ponto exato da transformação da Emma em Dark Swan (ou Dark One) também é outro ponto chato. Hook tenta a qualquer custo ajudá-la e fica cansativo demais, muito novela das 18h. Regina que é um ponto forte da série quase não aparece, nem mesmo lembra a Evil Queen de tempos atrás. Está muito cansativo de acompanhar. 

Arrow é outra série que já teve seu ponto forte mas hoje está declinando. Depois de um terrível final de terceira temporada muito se falou sobre a quarta. Que essa temporada seria diferente, que se aproximaria mais do Green Arrow dos quadrinhos (até mesmo o nome dele foi alterado e ele se apresenta como tal). Mas nos dois episódios que acompanhei não parece que isso irá acontecer. Temos uma série arrastada beirando o meio de uma novela. Um conflito com o melhor amigo (onde para mim ele está exagerando), a irmã tendo ataques de fúria, a namorada/esposa/amiga/ajudante se dividindo em ajudar a combater o crime e cuidar de uma empresa multinacional. Um chefe policial que não enxerga a verdade e acaba fazendo besteira. Uma ex-namorada com peso pela morte da irmã há uns trinta episódios. E agora, além de tudo, vão colocar mais magia nomeio da coisa toda. Está complicado. 

Heroes Reborn é uma série que foi muito aguardada e com a expectativa lá em cima. E é desanimador de ver. A série Heroes acabou sem um final digno. Depois de uma greve de roteiristas a série não voltou a mesma, se perdeu um pouco, acabou perdendo a audiência e foi cancelada. Deram um final mequetrefe para a série e ponto. Tempos atrás anunciaram Heroes Reborn e contaria com alguns personagens da primeira série. É para ser uma série fechada em dez episódios. Já está no quinto episódio e até agora nada. Nada mesmo. Nada de novo, nada de legal, nada de incrível, nada de "ohhhh" nem cabeças explodindo. Se ela não tivesse sido feita não mudaria em nada. Ainda não sei ao certo qual é o objetivo, parece que os roteiristas liam X-Men e pegaram pontos específicos de lá para fazer a série. Não dá para saber bem o objetivo de alguns personagens, de onde eles vieram e o que querem ou para onde vão. Muita coisa mal explicada. Outras nem explicadas. Um garoto que é salvador do mundo mas não quer saber que fazer para salvar, uma mãe que não conta o motivo dele ser salvador e só fica fugindo. O que será que esses roteiristas pensam? Será que não dá para fazer algo realmente legal? É simplesmente caça-níquel e nada mais? Para ficar boa, ela tem que melhorar e muito. 

Gotham é um caso inverso. A primeira temporada não foi muito legal, mesmo com toda expectativa formada e correu risco de cancelar para a segunda. Os episódios finais foram muito bons deixando uma apreensão para a segunda temporada, que até o momento está indo muito bem. Temos bons atores se destacando, uma história legal e contínua, e um Jim Gordon muito mais badass. Isso fez com que a série mudasse o patamar se tornando uma das grandes surpresas dessa nova temporada de séries. 

Eu gostaria mesmo que os roteiristas pensassem nesses pontos, assim como os canais. Até onde vale a pena correr riscos pela audiência? Alongar e alongar algo apenas para ganhar mais se a qualidade não é tão boa assim. Vou continuar acompanhando as séries citadas pra não deixar nenhuma inacabada. Só espero que elas melhorem, pois, já temos muito mais do mesmo por aí e precisamos de coisa nova. 

É isso. Até a próxima. 

Comentários