Se você tiver uma caneta, eu tiro a gente daqui. MacGyver 2016 [série]

MacGyver 2016

Para quem não me conhece, agora, certamente vai ter uma ideia da minha idade. Sim, eu vi MacGyver quando passava na tevê. Mais especificamente na Rede Globo, Sessão Aventura, se não me engano. Era realmente algo muito bom. O cara conseguia soltar as algemas, e salvar o mundo com uma mola de caneta, todo moleque queria ser como ela. Isso ocorreu lá nos anos oitenta. E agora, mais de onze anos passados resolveram fazer um remake de MacGyver.

Mas será que cabe uma série com essa temática nos dias atuais?

A minha resposta é não


Havia mesmo necessidade?


MacGyver, o original

MacGyver foi uma série televisiva criada por Lee David Zlotoff de 1985 à 1992, com Richard Dean Anderson no papel de Angus Macgyver. Foram 139 episódios, dividido em 7 temporadas e se a Globo passou duas temporadas foi muito. MacGyver fazia parte da Fundação Fênix, uma fundação "secreta" que tinha um relação ambígua com as forças dos Estados Unidos. MacGyver era como um agente secreto, mas ele não usava armas, e naõ matava. Ele usava seu intelecto, e sua experiência para sair das mais complicadas situações. Carregava consigo um canivete suíço (objeto esse que virou febre nos anos oitenta). Com apenas um clip de papel, Mac conseguia abrir as algemas, desarmar uma bomba, abrir a porta da cela, abrir e fazer ligação direta em um carro e fugir. Sim. Era mais ou menos isso. E por isso ele era incrível. Qualquer moleque queria ser o MacGyver. Mas também, por isso, MacGyver tornou-se um forma de dizer que algo era uma "gambiarra". 

Agora resolveram fazer um remake dessa série, e vou completar o não da minha resposta acima. Nos anos oitenta, estávamos engatinhando com a tecnologia. Não havia celulares, ou equipamentos de transmissão de vídeo, GPSs e outros widgets que tanto adoramos hoje em dia. Era tudo "na raça", tinha que se virar com que tinha e trazer isso para os dias atuais não faz muito sentido pois estamos cercado de tecnologia. Qual o sentido de pegar uma pilha, fios de cobre e outros materiais e criar um aparelho que gera pulsos eletromagnéticos para interferir nos sinais de rádios comunicadores se temos aparelhos prontos (do tamanho de controles de alarme de carro) que fazem isso? 

Olha só essa referência, que foda! #SQN

Elenco e roteiro 

Tenha sempre um canivete desse em seu bolso
Angus MacGyver é vivido  por Lucas Till, (X-Men: Primeira Classe), e me incomodou o fato do ator ser muito novo para um papel. Está mais Jovens Espiões ou uma versão policial de Malhação. A dúvida é: Onde será que ele aprendeu tudo aquilo? Vendo os vídeos do Manual do Mundo? Pois, não me parece ter tanta experiência assim. Logo no começo ele aparece chegando à uma festa com um carro importado, todo trabalhado no smoking conversando com Nikki (a moça do TI, ou a Oráculo dessa série) que está em uma van do lado de fora. Na entrada o detetor de metais ativa quando ele é revistado. Ele retira um canivete suíço (aquele que tem faca, tesoura, lixa de unha e até palito de dente) do bolso e mostra para os segurança. Faz uma piada sem graça e guarda-o novamente. Pronto, fomos apresentados ao instrumento que resolvia ou resolverá quase todos os problemas. Algumas cenas e situações são narradas por ele, explicando tudo para nós, pois, não temos capacidade suficiente de entender a cena ou criar teorias do que possa estar acontecendo e mais tarde tudo ser solucionado. A ideia era não soltar spoilers, mas terei que contar um, ou dois, para mostrar meu incômodo. 


Isso era objeto de desejo dos meninos nos anos 80


Como parte da missão ele teria que encontrar o local do cofre e abri-lo com digitais. Ele consegue as digitais ao pegar o copo usado pela pessoa que possui essa autorização. Ele segue para um quartinho perto da cozinha, e com a fuligem que ele pegou do escapamento do carro (pois ele já sabia que usaria isso) e uma fita adesiva, ele retira a impressão digital do copo, bem aos moldes de CSI. E novamente vem o incômodo, agora com o fato de tudo ser "narrado" com legendas. Ele pega o copo e aparece COPO, ele pega a fita adesiva e aparece ADESIVO, ele joga a fuligem e aparece FULIGEM. Sério? Precisa mesmo legendar tudo? Será que não é auto-explicativo a cena? Até minha filha de cinco anos saberia o que ele estava fazendo. A partir desse momento o que segue é um compilado de clichés visto em qualquer filme policial ou de espionagem. Se você assistiu a um filme do 007 ou Missão Impossível, já sabe de tudo. 

Por favor, alguém me diz o que está fazendo que eu não entendi
Mas ainda assim eles insistem em fazer com que Mac monte alguma coisa usando clip de papel (e aparece escrito CLIP, sério) ou alguma outra coisa que esteja por perto, sem a mínima necessidade. Quando ele consegue fugir, faz uma estripulia com uma lancha e mata quatro agentes inimigos. O fato dele não matar na série original é ignorada já no primeiro episódio. Outro ponto é a DXS (Departament of External Services) ser uma agência "masterblaster", que nem a CIA sabe deles, mas precisam de uma hacker detenta para ajudar a restaurar os dados de um hard drive (usando modos não convencionais) e ainda por cima acessar uma rede que dá acesso às câmeras de monitoração de praticamente o mundo todo para poder encontrar o "vilão" via um programa de reconhecimento facial e todos ficam boquiabertos. Sério que uma agência como essa não tinha um sistema desse? Não confiaria nessa agência para procurar ou proteger algo para mim. 



Diversidade


Adequações são necessárias em séries desse tipo, ainda mais em tempos de diversidade. Por esse motivo temos um balanceamento na equipe, dois homens e duas mulheres: MacGyver, seu amigo Jack Dalton (George Eads - ER e CSI), Diretora Patricia Thornton (Sandine Holt - Fear The Walking Dead, Blidspot e Mr. Robot), que na versão original era Peter Thorton e a hacker de traços latinos Riley Davis (Tristin Mays - The Vampire Diaries e Supergirl), e há também Wilt Bozer (Justin Hires - Anjos da Lei, Hora do Rush(série)), o amigo negro gente boa de Mac que é cozinheiro ou chapeiro ou boleiro e divide a cabana com ele, mas não sabe sobre a vida do amigo. Pronto. Temos um elenco de acordo que agradará a audiência

Diretora Patrícia Thornton, Wilt Bozer, Riley Davis e Jack Dalton


À princípio são seis episódios nessa temporada, apesar das manchetes alardarem que a audiência da CBS foi uma das maiores, a nota do episódio em sites e aplicativos relacionados não chega a 5. Acredito que não durará muito, assim como Knight Rider (A Super Máquina), onde a novidade na época eram aparelhos tecnológicos até então apenas vistos em programas do tipo ou histórias em quadrinho. Apesar de ótimas, alguns filmes ou séries, são datados, pois foram feitos para aquela época com os recursos existentes na época. Modernizar esses programas pode ser uma furada. Não me agradou, não me chamou a atenção e nem me deu vontade de continuar assistindo. 
















MacGyver
(2016)
Exibição CBS, ainda sem data para exibição no Brasil.
Avaliação IMDb: 4,6/10
Avaliação FPE: ** (avaliação FPE vai de 1 a 5 estrelas)

Comentários

  1. Também não gostei. Achei desnecessária mesmo. Por que tantos remakes, meu Deus?! :D

    ResponderExcluir

Postar um comentário